AO VIVO
Menu
Busca sábado, 10 de abril de 2021
Busca
Salvador
29ºmax
24ºmin
Control
FLEXIBILIZAÇÃO

São Paulo tem todas as regiões na fase amarela pela primeira vez

Nova classificação permite o funcionamento de bares, restaurantes, comércio e outras atividades não essenciais

11 setembro 2020 - 18h00Por Martha Alves*

Pela primeira vez, todas as regiões do estado de São Paulo estão na fase amarela do Plano São Paulo, que regula a reabertura gradual das atividades econômicas durante a pandemia do coronavírus. Na prática, essa nova classificação permite o funcionamento de bares, restaurantes, comércios e outras atividades não essenciais.

Franca e Ribeirão Preto eram as únicas regiões  que ainda estavam na fase laranja, mas com a nova atualização elas evoluíram de fase e passaram a ser classificadas também na fase amarela.

O Plano São Paulo está dividido em cinco fases que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul). 

O plano também é regionalizado com a divisão do Estado em 17 regiões e com a região metropolitana dividida em cinco sub-regiões,  cada uma delas é classificada em uma fase.

Na fase amarela é  permitido o atendimento presencial em bares, restaurantes, salões de beleza, barbearias, academias, shoppings, comércios de rua, escritórios em geral e concessionárias pelo período de oito horas por dia, com capacidade limitada a 40%, exceto das academias que têm capacidade limitada de 30%.

Os estabelecimentos de alimentação que estão localizados em regiões há pelo menos 14 dias na fase amarela podem funcionar até as 22h. Se estiverem localizados em regiões há menos tempo na fase amarela, eles só podem funcionar até às 17h.

Nesta fase, também é permitida a reabertura de eventos, convenções e atividades culturais. Mas para que isso ocorra a região precisa estar há 28 dias na fase amarela e só é permitido público sentado, com capacidade limitada a 40%.

Apesar da reabertura econômica, o governo de São Paulo recomendou que as pessoas evitem sair de casa e continuem mantendo a quarentena sempre que for possível. O governo alertou ainda que as pessoas usem de máscara e evitem aglomerações.

 

*Com informações da Agência Brasil